16/08/2013

Skinwalker


Segundo a lenda indígena, para se tornar um skinwalker você deve atingir o sacerdócio e depois matar a sangue frio um membro de sua própria família. Então você ganhará os poderes de skinwalker e poderá se metamorfosear em diversos animais, inclusive na forma de outras pessoas. Assim e somente assim, você é um skinwalker de verdade.


O folclore local conta que um homem tinha feito exatamente isso. Um sacerdote indígena tinha supostamente matado, não só um, mas cinco membros de sua família. Eles nunca pegaram o tal homem. Ele havia desaparecido dentro de uma floresta, para nunca mais ser visto novamente.


Quando Jason e Alex partiram para sua viagem de acampamento, sabiam todas as lendas do tempo de criança. E eles riram da ideia de que um "skinwalker" vir buscá-los por invadirem a terra do velho índio. A mesma terra que os assassinatos dos membros da família feitos pelo índio teriam ocorrido. E por que eles acreditariam nessas lendas? Um homem tornar-se um animal é provavelmente a coisa mais ridícula que se possa imaginar.

Jason e Alex passaram a vida inteira juntos até Jason se casar. Ele se afastou, e começou uma família. Mas Alex não. Alex ficou em sua cidade natal, ficando com seus pais, fazendo uma vida honesta me tentando ser uma pessoa boa.

3 anos se passaram desde que ficaram juntos. E mais 3 poderiam ter passado, se Alex não tivesse insistido em uma viagem de acampamento. Mas ele fez isso, e lá eles estavam.


Estava ficando escuro, e os dois estavam acampando sob as estrelas. Ainda por cima, haviam adentrado muito a floresta, e eles não tinham GPS ou mapas. Porém sabiam o caminho de volta. Eles já tinham ido lá quando crianças.

"Não podemos..."

"Huh?" Alex respondeu.

"Nós nunca podemos deixar o pai saber..." Jason reiterou.

"Saber do quê?"

"Que nós estamos na terra do velho índio. Ele tinha nos advertido várias vezes e prometemos quando crianças não vir aqui, e eu não gostaria de perturbá-lo agora. Ele está em uma situação frágil, e se nós começarmos uma discussão agora não poderemos resolver a tempo para... você sabe. Só não diga a ele ou a mãe. Ok? "

"Ok. Sem problemas".

Ambos ficaram em silêncio por algum tempo, até se assustarem com um guaxinim pequeno.

"Bem... Olha isso!". Alex chamou, apontando para o bicho.

Estranhamente o animal olhou para eles por alguns minutos. Não se moveu, não tentou fugir quando avistou eles. Apenas manteve-se quase perfeitamente imóvel. E finalmente saiu.


Minutos depois chegou um cervo. Mais uma vez a criatura repetiu o que o guaxinim havia feito. O animal apenas olhou em seus olhos.

Por cerca de duas horas a dupla se manteve acordada enquanto todos os animais que sabiam que viviam na floresta, e alguns que tinham certeza não habitam a área, passavam e olhavam para eles.

O animal final foi um lobo cinzento. Ele se moveu lentamente em direção a eles, e quando ele vinha a 5 metros de distância, parou.

"Não se mexa... Não entre em pânico..." Jason garantiu para Alex.

O lobo levantou-se lentamente sobre as patas traseiras e seus membros começaram a contorcer e se expandir. O horror começou a tomar conta sobre Jason e Alex quando eles viram a pele rasgar, revelando luz debaixo pele morena. Finalmente, eles contemplaram o que parecia ser um homem com uma cabeça de lobo.

O crânio do lobo se abriu como um melão. A pele de se rasgou para fora dele, o osso foi estilhaçado como uma casca de ovo frágil. E em seu lugar surgiu lentamente a cabeça de um homem.

O homem agora estava diante dos irmãos paralisados. Eles não conseguiam se mover.

"Esta é a minha terra...", disse o homem, com um sorriso quase sobrenatural.

"Agora ... Agora ... Senhor eu vou ter de lhe pedir para g. .. g. .. g. .." a criatura balbuciou, Alex começou a correr.

"Fique longe de nós! Merda!" Jason disse tão ferozmente como podia.

O homem começou a rir. E enquanto continuava a rir o tom da voz mudava. A risada ficou mais profunda do que a de um homem comum... Se assemelhava mais a de um demônio. E logo a risada parecia que o próprio Diabo estivesse rindo deles.

A pele do homem tornou-se negra como o carvão, e seus olhos amarelos como de um gato. Sua risada demoníaca ecoou pela floresta e ele começava a se aproximar deles, com um sorriso largo e desumano. Os irmãos não tinham outra escolha, a não ser fugir. E isso é o que eles fizeram. Eles correram tão rápido quanto podiam, exceto em vez de irem para seus carros, eles foram encurralados e iam cada vez mais para o fundo da floresta.

Durante horas eles pareciam brincar de gato e rato. Finalmente chegaram em uma cabana, eles entraram lá dentro. Eles estavam cheios de medo, e os irmãos sentiram que sair da cabana significaria suas mortes.

Mas o que eles encontraram na cabana fez eles se arrependerem pela ignorância quanto as lendas. No quarto principal da cabine havia diversos cadáveres. Pelo menos uma centena deles. Carcaças de todos os animais que tinham visto naquela noite estavam lá, junto com alguns corpos maiores ... alguns corpos humanos desfigurados...

Foi então que o homem arrebentou a porta da cabana. Com sua voz profunda, ele riu:

"BEM VINDOS A MINHA CASA!!"

Durante a semana seguinte, as autoridades encontraram a Cabana cheia de corpos durante sua busca por Jason e Alex.

Haviam dois corpos, ambos homens com faces completamente arranhadas e estraçalhadas, como se algo tivesse rasgados elas e se alimentado dos corpos, a identidade dos indivíduos não foi confirmada.

Seis dias depois, uma câmera de segurança pegou uma imagem em que um homem muito semelhante a Alex enchia um carro com gasolina.


A família de Alex e Jason inicialmente ficou muito empolgada em procurar por ele, porém para surpresa dos investigadores, desistiram da ideia quando ouviram diversas testemunhas oculares relatarem ter visto aquele homem. E em todos os testemunhos, afirmavam que ele foi visto com um sorriso largo, um sorriso um tanto quanto perturbador.


Fonte: Leitura Creepy

1 comentário: